INSTITUTO ESFERA

Rua Amador Bueno, 1300, Centro

Ribeirão Preto - SP | (16) 3625-0656

Please reload

COMO A TEORIA PSICANALÍTICA MUDOU A FORMA DE ENXERGAR O MUNDO

 

 

Em outro momento estava abordando o caráter sociocultural da psicanálise.  Me parece importantíssimo frisar, dentro dos movimentos psicanalíticos, o caráter sociocultural da psicanálise e sua pregnância.

 

Acho importante não porque este aspecto tenha sido desprezado, mas, certamente, é menosprezada por muitos. A psicanálise condicionou uma série de mudanças importantíssimas, em um século de muitas mudanças (o século 20).

 

Vários movimentos de vanguarda, de tendência cosmopolita, de libertação ou de questionamento, direta ou indiretamente, são tributários da psicanálise.

 

O movimento feminista, movimentos de direitos humanos, questões ligadas à pedagogia infantil, enfim, são exemplos amplos do como o impacto da teoria psicanalítica na cultura condicionou novas formas de percepção e pensamento da sociedade.

 

Existe todo um conjunto de coisas que atinge a sociedade de forma refratária, que é diferente, por exemplo, de como ela é tratada e trabalhada nos meios especializados, entre os psicanalistas.

 

Mas o conjunto do vocabulário psicanalítico está presente hoje, como você já deve ter percebido, na sua vida. Em conversas de bar, em rodas de amigos, aparecem coisas do tipo: “você está me pareceram muito reprimido”; ou “você está parecendo muito deprimido”; um conjunto de coisas que mesmo que a pessoa não saiba, deriva do arcabouço conceitual psicanalítico, e hoje estão inseridas no conjunto do vocabulário da cultura.

 

 

 

Isso se deve ao tremendo sucesso da implantação da psicanálise na cultura, não só pelo trabalho dos analistas (eu diria que, principalmente, não pelo trabalho dos analistas).

 

Freud foi um dos mais importantes psicanalistas a divulgar a psicanálise. Não só foi seu primeiro e maior teórico, mas por conta dos esforços dele na divulgação, do pensamento psicanalítico, na persistência em falar da psicanálise e escrever textos para públicos os mais diversos.

 

Freud sempre se esforçou, por demais, para que a psicanálise fosse se tornando, o que chamo, um “dado de cultura”. Passando, inclusive, a influenciar o campo discursivo da nossa cultura. Da mesma forma, por exemplo, como houve com a cultura norte americana influenciando a cultura brasileira e tantas outras.

 

Então a psicanálise encontrou em Freud o seu maior representante dedicado à sua divulgação. Por meio de artigos em jornais e revistas, conferências e palestras, também voltados a pessoas que não tinham especialização nessa disciplina.

 

Outros muitos mais vieram a trabalhar nesse sentido. A psicanálise teve muita sorte, se é que pode se dizer assim, porque ela é um campo que reuniu muita gente brilhante ao longo de sua história, há mais de 120 anos, se pensarmos o início das publicações em psicanálise, com “Os Estudos sobre a Histeria”.

 

Pessoas muito brilhantes, sendo analistas ou não, se apoderaram do campo teórico da psicanálise e fizeram com que sua obra tocasse vários campos da cultura e usaram esse conhecimento para trabalhar seus próprios campos pertinentes de cultura.

 

Já pensou em ser Psicanalista? 

O período de Pré-matrícula para o Curso de Formação Psicanalítica esta aberto.

Clique aqui e faça sua Pré-matrícula!

 

Please reload

deixe seu comentário abaixo