10 ESTUDOS QUE COMPROVAM OS BENEFÍCIOS DA MEDITAÇÃO


Artigo sobre o que estudos têm comprovado sobre os benefícios da prática meditativa

10 estudos que apontam os incríveis benefícios da meditação


Muitos benefícios da meditação já estão na boca do povo. Geralmente associamos a meditação ao senso de calma, tranquilidade, leveza e paz interior.

Essas associações são corretas e a ciência tem procurado não só confirmar, como também encontrar mais benefícios promovidos pela prática. São efeitos positivos no bem-estar, no corpo e na saúde mental.

Fique até o final deste artigo para conferir nosso infográfico sobre os benefícios da meditação. Você vai gostar!


1. Diminui o estresse

O papel da meditação é ajudar o praticante a lidar com o estresse sem fugir da dor e do sofrimento de algumas situações, explicou Jon Kabat-Zinn, Ph.D., e diretor da Clínica de Redução de Estresse no Centro Médico da Universidade de Massachusetts à revista Psichology Today:

“O stress é a resposta às exigências colocadas sobre o corpo e a mente. Quanto mais angustiado pela dor ou ansiedade, pior você vai se sentir e terá consequências fisiológicas.”

“Se você pode aprender a se sentir confortável dentro da dor ou ansiedade, a experiência será completamente mudada. Você não está tentando fazer a dor ir embora.”

Este é um ponto fundamental que as pessoas, às vezes, não compreendem em primeiro lugar.”

“Eles pensam que vamos fazer todo o seu estresse ir embora. Mas, na verdade, nós movemos no estresse ou dor e começamos a olhar para ele, para perceber a reação da mente e para deixar ir essa reatividade.”

“E então você descobre que há uma quietude interior e paz dentro de algumas das situações de vida mais difíceis. Você não tem que fugir para conseguir em algum outro lugar.”

2. Meditação ajuda em atividades multitarefa em ambiente estressante

Aplicar multitarefas pode ser um desafio

e o estudo de pesquisadores da Universidade de Washington avaliou os efeitos da meditação no comportamento multitarefa de trabalhadores em um ambiente com alto nível de estresse.

Três grupos de 12 a 15 pessoas foram testados da seguinte forma:

  • Grupo A foi submetido a treinamento de 8 semanas de meditação mindfulness.

  • Grupo B (o grupo controle) aguardou um período de espera e depois participou do mesmo treinamento de meditação de 8 semanas.

  • Grupo C aplicou 8 semanas de treinamento de relaxamento corporal.

Para determinar o efeito do treinamento de meditação, os pesquisadores testaram os participantes em habilidades multitarefa comuns em um escritório típico.

Eles teriam que agir como um novo funcionário e realizar tarefas, além de conversar com outros empregados.

Entre as tarefas:

  1. Agendar uma reunião (encontrar uma horário em que todos os funcionários fictícios estivessem disponíveis);

  2. Encontrar uma sala de conferência livre uma vez que tivessem identificado o horário da reunião;

  3. Escrever uma proposta de comunicado da reunião;

  4. Comer pequena variedade de lanches e beber água;

  5. Escrever um memorando propondo um item criativo para a agenda da reunião.

  1. Toda essa informação foi enviada em uma enxurrada de emails, mensagens instantâneas, chamadas de telefone e batidas na porta. E para adicionar ainda mais pressão, o tempo de conclusão era de 20 minutos.

Consegue se imaginar em um ambiente assim? Os resultados foram obtidos em quatro áreas primárias: performance multitarefa, memória, estado emocional e atenção.

Os pesquisadores observaram que somente o Grupo A que treinou meditação permaneceu nas tarefas longas e fez menos interrupções nas atividades, comparado com os outros dois grupos. Além de reportar menos emoções negativas após o experimento.

Por outro lado, ambos os grupos de meditação e relaxamento apresentaram melhora na memória nas tarefas que aplicaram.

3. Melhora a função imunológica

O estudo “Alterações no cérebro e função imunológica produzidos pela Meditação Mindfulness” avaliou os efeitos dessa prática em um programa de treinamento clínico de 8 semanas aplicado em profissionais saudáveis.

A atividade cerebral foi medida antes e imediatamente após meditação e então 4 meses depois do programa de meditação Mindfulness de 8 semanas.

Logo depois, tanto os participantes do grupo de meditação quanto do grupo controle de uma lista de espera foram vacinados contra influenza.