INSTITUTO ESFERA

Rua Amador Bueno, 1300, Centro

Ribeirão Preto - SP | (16) 3625-0656

Please reload

MEDITAÇÃO E MUDANÇAS NEUROPSICOLÓGICAS

 

 

Tema: Efeitos da meditação em mudanças neuropsicológicas na depressão mediada por estresse


Título do artigo original: Effect of meditation on neurophysiological changes in stress mediated depression

 

Autores: Kasala et al., 2014


Link de acesso ao original em inglês: http://www.ctcpjournal.com/article/S1744- 3881(13)00067-4/abstract

 

Resumo:

 

A depressão maior é a desordem psiquiátrica mais comum no mundo atualmente, atingindo cerca de 21% da população mundial. Quadro de estresse prolongado tem sido apontado como uma das causas do desencadeamento da depressão através da alteração dos sistemas neuroendócrino e imune dos pacientes. Grande parte da literatura envolvendo meditação vem demonstrando que essa atividade tem grande efeito nos vários sistemas fisiológicos envolvidos na patofisiologia da depressão maior. Esse estudo revisa os diferentes resultados encontrados na literatura sobre as alterações encontradas na depressão e os efeitos envolvidos na prática de meditação em indivíduos com essa desordem.

Resultados e conclusões: Através da análise da literatura, observou-se que o eixo HPA (hipotálamo-hipófise-adrenal) encontra-se desregulado em quadros de depressão maior. Esse eixo é responsável pela liberação de hormônios relacionados ao estresse, demonstrando a relação do estresse com desordens psiquiátricas. Além disso, há o aumento do tônus simpático (parte do sistema nervoso autônomo) e elevação das citocinas pró-inflamatórias como resultado dessa desregulação do eixo HPA.. A meditação está sendo utilizada cada vez mais como terapia complementar ao tratamento de desordens como a depressão maior. A partir de suas práticas, observa-se aumento da atividade parassimpática, redução do estresse oxidativo, melhor regulação do eixo HPA e melhores níveis de sintomas depressivos autorrelatados.

 

Comentários:

 

Os estudos avaliados são limitados devido ao pequeno número amostral. Com isso, faz-se necessário a execução de estudos com mais indivíduos em diferentes populações, levando em conta aspectos demográficos e socioculturais.

 

Tradução: Geissy Araújo
Responsáveis (Artigo da Semana): Geissy Araújo, Guaraci Ken Tanaka, Érika Leonardo de Souza, Marcelo Demarzo - Mente aberta - Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde 

 

Repost: http://www.mindfulnessbrasil.com

 

 

 

Please reload

deixe seu comentário abaixo