Please reload

MINDFULNESS NO SISTEMA DE SAÚDE?

 

 

Tema: A eficácia das Intervenções Baseadas em Mindfulness (IBMs) na atenção primária à saúde: uma revisão meta-analítica.

 

Título em inglês: The Efficacy of Mindfulness-Based Interventions in Primary Care: A Meta- Analytic Review

 

Autores: Marcelo M.P. Demarzo, PhD1, Jesús Montero-Marin, PhD2,Pim Cuijpers,
PhD3, Edurne Zabaleta-del-Olmo, PhD4,Kamal R. Mahtani, PhD5, Akke Vellinga, PhD6, Caterina Vicens, PhD7, Yolanda López-del-Hoyo, PhD2 and Javier García-Campayo, PhD8
in Annals of Family Medicine | November/December 2015 vol. 13 no. 6 573-582


Link do original em inglês http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26553897

 

Um dos desafios das intervenções psicossociais é confirmar a eficácia encontrada em ensaios clínicos randomizados na rotina da prática clínica. Tais intervenções são consideradas complexas, pois sua implementação deve levar em consideração mudanças no comportamento dos profissionais de saúde e pacientes, bem como sua adaptação ao cenário e cultura em questão.

 

Os autores realizaram uma revisão com meta-análise de ensaios clínicos randomizados, a fim de investigar a aplicação e eficiência das Intervenções Baseadas em Mindfulness (IBMs) na atenção primária a saúde.


Foram identificados 4,440 ensaios clínicos randomizados. Desses, apenas seis cumpriram os critérios de inclusão, representando um total de 553 participantes. O grupo que recebeu IBMs foi de 308 participantes. Esses sofriam de depressão, dor crônica e sintomas médicos inexplicáveis. Dois ensaios clínicos foram considerados de alta qualidade e quatro de baixa qualidade.

 

Os autores encontraram efeito de tamanho moderado a favor das IBMs para saúde mental e qualidade de vida, com baixo risco de viés nas publicações e moderada heterogeneidade entre os estudos. A magnitude do efeito foi considerada similar à psicoterapia e farmacoterapia na atenção primaria em desordens complexas como fibromialgia. O tamanho do efeito das IBMs foi maior em relação ao grupo controle passivo do que quando comparada a grupo controle ativo.

 

As intervenções em todos os estudos não foram adaptadas aos pacientes, necessidades locais, culturais e epidemiológicas do nível de atenção primaria.


Redução de Estresse Baseada em Mindfulness obteve efeitos similares a Terapia Cognitiva Baseada em Mindfulness.

 

O impacto das IBMs foram maiores em desordens mentais do que em condições somáticas, porém sem alcançar significação estatística.


As intervenções foram classificadas como de baixa qualidade (possivelmente pela falta de adaptação dos programas a atenção primária).

 

Segundo os autores da revisão, as IBMs desenvolvem componentes de autoeficácia, autoconsciência, regulação emocional, menos preocupação e ruminação. Hipotetizam por tanto que essas intervenções possam gerar efeitos maiores e mais sustentáveis em longo prazo. Pela falta de estudos com seguimentos maiores tais resultados são inconclusivos.

 

Devido à complexidade na execução de IBMs no nível primário de assistência, os autores

Responsáveis (Artigo da Semana): Geissy Araújo, Guaraci Ken Tanaka, Érika Leonardo de Souza, Marcelo Demarzo - Mente aberta - Centro Brasileiro de Mindfulness e promoção da saúde sugerem que os profissionais e pesquisadores sejam flexíveis na adaptação dos protocolos. Utilizando por exemplo protocolos mais curtos e oferecimento de suporte online.

 

Repost: http://www.mindfulnessbrasil.com

 

 

 

Please reload

deixe seu comentário abaixo

INSTITUTO ESFERA

Rua Amador Bueno, 1300, Centro

Ribeirão Preto - SP | (16) 3625-0656