MINDFULNESS E IDOSOS COM DOR CRÔNICA




TEMA: Intervenção não farmacológica baseada em mindfulness (MBSR) em idosos com dor

lombar crônica.



Resumo


A prevalência de dor crônica em idosos acima de 65 anos nos Estados Unidos está em torno de 53% segundo um estudo da National Health and Aging Trends, sendo que cerca de 30% tinham dor lombar. O tratamento à base de anti-inflamatórios não esteroidais não parece reduzir os sintomas devido à insatisfação dos idosos quanto a redução da dor e os efeitos colaterais. Diante disso, esse estudo tem o objetivo de demonstrar tratamentos não medicamentosos através da efetividade de intervenções de mente-corpo (MBSR – Redução de Estresse baseado em Mindfulness) no aumento da funcionalidade e na redução da dor lombar em idosos. Uma população de 282 sujeitos foram randomizados em 2 grupos. Deste modo, 140 sujeitos foram para o grupo intervenção baseado no programa de 8 semanas de MBSR e 142 sujeitos receberam 8 semanas de um programa de educação em saúde. Alem disso, um follow-up mensal de 6 meses foi realizado para discutir dúvidas relacionadas às devidas intervenções de 8 semanas (MBSR x educação em saúde). Utilizaram como parâmetros de avaliação o questionário Roland and Morris Disability Questionnaire e uma escala de dor, além de avaliar qualidade de vida, auto eficiência na dor e mindfulness. O grupo de MBSR teve uma melhora de 30% na intensidade da dor quando comparado ao controle, sendo que 80% relatou a melhora logo após o programa de 8 semanas comparados a 42% do grupo controle, promovendo uma melhor auto eficácia no manejo da dor. A auto eficácia à dor (funcionalidade) diminui ao longo dos encontros mensais para o grupo intervenção e aumenta para o grupo controle não apresentando diferenças no final de 6 meses de acompanhamento entre os grupos. Um possível viés do estudo foi o fato do grupo intervenção ter uma atenção no manejo da dor durante o programa enquanto o grupo controle não teve um programa de educação voltado para a dor.


CONCLUSÃO: O programa de mindfulness de 8 semanas demonstrou uma melhora logo após o programa (curto prazo) e também quando comparado a uma dor severa 1 semana antes do método (longo prazo). Porém, no final de 6 meses de acompanhamento não houve diferença entre os grupos.



Autores: Morone NE, Greco CM, Moore CG, et al. (2016) Link: http://archinte.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=2495275

Repost de: https://www.mindfulnessbrasil.com/


#atençãoplena #mindfulness #connam #atenção #presença

deixe seu comentário abaixo